dando um upa na bateria

Já faz uns meses que a bateria do meu iPhone 5 vem enchendo o saco.

Não se trata de um aparelho propriamente novo: só comigo já está há 3 longos e intensos anos, e ainda por cima o adquiri na qualidade de usado, com pelo menos um bom ano de uso no lombo. Se tem algo que aprendi na minha curta experiência com aparelhos da Apple é que eles duram muito bem os primeiros dois anos, começam a se apertar entre o terceiro e o quarto e o quinto serve apenas como uma espécie de troféu maluco, posto que não apenas o troço fica lento e sem espaço pra nada como o sistema operacional para de se atualizar e um número crescente de aplicativos vai parando de funcionar.

De modo que estou plenamente consciente de que, não importa o que aconteça, 2018 será o último ano deste aparelho.

Enquanto isso, o troço vem dando uma série de pequenos problemas já faz um tempo, sendo o mais grave de todos: a bateria. Nessa viagem que fiz com minha mãe e meu irmão, com forte uso de GPS e da câmera, senti o tamanho do abraço: alguns dias chegou a morrer em menos de duas horas de uso.

(…)

Outro dia resolvi pesquisar alguma solução possível a curto prazo, enquanto não sobrava um troco esperto pra investir no aparelho que me acompanhará, no mínimo, pelos próximos cinco anos. Descobri que existe uma espécie de mandinga para “resetar” a bateria, fazendo com que sua duração se amplie. Como não era um processo muito complicado e eu não tinha muita coisa a perder, resolvi testar.

Funcionou muito bem.

A coisa funciona da seguinte forma: idealmente quando o seu iPhone atualizar o sistema operacional, use o celular até drenar inteiramente a sua bateria.

Quando o bicho apagar e implorar pra ser ligado na tomada, deixe-o descansar por mais 24h, uma vez que, pelo que li, quando o celular apaga a bateria ainda tem uma micro carguinha ali para uma série de operações elementares, e esse restinho só se esvai após pelo menos 24h de sossego.

Fechada a hibernação, plugue o bichão na tomada. Vai carregar por alguns minutos até ligar. Assim que ligar: desligue-o novamente e deixe carregando com o celular desligado.

Os caras falam em deixar carregando até atingir 100% de bateria (o que deve acontecer entre 3 e 4 horas) e depois MAIS CINCO HORAS, partindo do princípio que o 100% não indica que a bateria está inteiramente carregada, de acordo com a própria Apple. No meu caso, arredondei pra DOZE direto.

Quando finalmente terminar este último ciclo, pode ligar o celular, mas liga segurando o botãozinho de cima e o botãozão de baixo para promover o chamado RESET.

Se todos os passos forem executados do jeito certo, agora a bateria deve durar significativamente mais do que antes.

(…)

Na minha experiência, o ganho foi assoberbante.

Estava conseguindo manter o aparelho com carga por algo como 8h em espera, ou um máximo de 1h de uso e mais 4h ou 5h em standby.

Depois do reset da bateria, cada carga rende de 2h a 3h de uso e quase 12h em repouso, e mais de 20h em standby.

Achei uma BAITA dica.

Pra mim deu muito certo.