uma breve história de sete assassinatos

Acabo de encerrar o processo hercúleo da tradução de A Brief History of Seven Killings, o superlativo romance de Marlon James que venceu o Booker Man Prize de 2015.

O livro é um mergulho muito intenso na cultura jamaicana, misturando fatos reais e fictícios para contar a história da tentativa de assassinato de Bob Marley em 1976, bem como os desdobramentos nas vidas das personagens ligadas de alguma forma a este evento até 1991. O grande atrativo do texto original é a sua pluralidade de vozes, que incluem desde agentes da CIA e jornalistas brancos falando jargão e jive até políticos e criminosos jamaicanos arrebentando no patois. Foi precisamente esse último detalhe que me credenciou para a tarefa.

Passei os últimos vinte anos ouvindo muito reggae, jungle e dancehall, de modo que manjava relativamente bem do dialeto, da história e cultura da ilha quando comecei a traduzir o livro. Todavia, que escola extrema foi traduzi-lo. Aprendi muita coisa de cultura e patois jamaicano nessa brincadeira. Se antes de Marlon eu compreendia uns 30-40% do que cantavam Cutty Ranks ou Shabba Ranks, por exemplo, agora dá pra dizer que estou nuns 60-70% – o que é um avanço bem considerável.

Foi uma verdadeira guerra encontrar traduções apropriadas para todas as gírias e maneirismos de cada personagem, mas acho que fiz um trabalho decente. Ainda devo ter pela frente mais algumas semanas de ajuste fino (calcado sobretudo em repensar termos específicos e algumas peculiaridades do texto – como nomes de comidas, por exemplo), mas a parte mais dura do processo já foi.

Eis aqui alguns números, pra impressionar as gatas:

  • A edição americana, da Riverhead (Penguin/Random House), que foi meu texto-base, tinha 704 páginas.
  • O arquivo do Word ficou com 597 páginas, 274.918 palavras, 1.471.259 toques.
  • O processo todo levou cerca de 6 meses e meio. Todavia, em todo esse período foram apenas 109 dias de trabalho efetivo, distribuídos ao longo de 20 semanas.

Pra finalizar, um quadro mostrando a evolução do trabalho semana a semana, elaborado de acordo com a seguinte fórmula:

número da semana – toques produzidos – dias trabalhados – número de páginas – total acumulado de toques – total acumulado de páginas 

SETEMBRO

1 – 55 500 – 4 dias – 40pg – 55 500 – 40
2 – 82 116 – 5 dias – 35pg – 137 616 – 75
3 – 62 120 – 4 dias – 27pg – 199 736 – 102

OUTUBRO

4 – 49 880 – 4 dias – 22pg – 249 616 – 124
5 – 75 908 – 6 dias – 32pg – 328 536 – 165
6 – 59 692 – 4 dias – 27pg – 389 024 – 193
7 – 78 118 – 4 dias – 36pg – 467 579 – 230

NOVEMBRO

8 – 57 784 – 7 dias – 29pg – 527 861 – 260

DEZ

9 – 70 176 – 6 dias – 29pg – 598 037 – 289
10 – 77 777 – 5 dias – 33pg – 676 024 – 326
11 – 38 791 – 4 dias – 16pg – 714 870 – 342

JAN

12 – 38 510 – 4 dias – 14pg – 753 280 – 356
13 – 106 741- 6 dias – 46pg – 860 021 – 402
14 – 95 838 – 4 dias – 44pg – 955 859 – 446

FEV

15 – 44 741 – 4 dias – 21pg – 1 000 187 – 467
16 – 106 955 – 6 dias – 50pg – 1 107 142 – 517
17 – 88 334 – 5 dias – 44pg – 1 195 476 – 561
18 – 71 671 – 5 dias – 36pg – 1 267 147 – 597

MAR

19 – 113 207 – 7 dias – 59pg – 1 380 354 – 656
20 – 90 770 – 5 dias – 48pg – 1 471 124 – 704